Sexta, 03 de fevereiro de 2017 às 09:21

Adolescente reage a abordagem e acaba morto em Nova Prata do Iguaçu


Um adolescente de 17 anos morreu no início da noite desta quinta-feira (02) em Nova Prata do Iguaçu, Sudoeste do Estado, após confrontar a Polícia Militar. A ocorrência foi registrada no bairro Lacticínio, por volta das 18 horas, após denúncias de que pessoas estariam consumindo droga nos fundos de uma residência, na Rua Olinda Camargo Balardini.
Ao chegar no local, a PM se deparou com dois rapazes, que saíram correndo. Houve perseguição e um foi detido. Com ele nada de ilícito foi encontrado, apenas constatado sintoma de embriaguez. O jovem estava bastante agitado e foi encaminhado ao Destacamento da PM para orientação, em seguida liberado. Porém, enquanto era feito o boletim de ocorrência, a polícia recebeu a informação que o segundo suspeito seria o adolescente conhecido como “Cagado”. Ele estaria armado com um revólver, escondido em um matagal.
Ao dar início as buscas, policiais encontraram as pegadas do suspeito e adentraram na mata, onde o mesmo foi encontrado. No entanto, tentou reagir, sendo baleado pelos policiais. Uma equipe da Secretaria de Saúde de Nova Prata do Iguaçu foi acionada para prestar atendimento, mas devido à dificuldade de acesso a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu antes de chegar ao hospital. O adolescente, identificado como Gabriel Pereira dos Santos, portava um revólver calibre 38, com duas munições. Ainda foi encontrado dentro de sua cueca, uma porção de maconha. O corpo foi encaminhado ao IML de Francisco Beltrão.
Polícia Civil e Criminalística foram acionadas e compareceram no local da ocorrência. Um inquérito policial para apurar o fato será instaurado pelo delegado Sandro Spadotto, da Comarca de Salto do Lontra. Além disso, a Polícia Militar fez a apreensão das armas dos policiais e deve ser instaurado um IPM (Inquérito Policial Militar). O adolescente morto era conhecido da polícia, tendo dezenas de antecedentes criminais por furto e roubo. Somente furto de motos, são mais de 40.
 

Fonte: PM e RBJ

Veja também: