Segunda, 17 de julho de 2017 às 09:02

Paraná terá semana de geadas e até chance de neve

A chuva se espalha por todo o Estado e até o final da tarde desta segunda-feira as temperaturas despencam

Depois de dias com temperaturas amenas e até calor no interior do Paraná, a semana começa com chuva e frio no Estado. Desde ontem à noite (domingo), uma frente fria deixa o clima instável no Oeste e Sudoeste. Com isso as temperaturas devem ficar baixas hoje. A chuva se espalha por todo o Estado e até o final da tarde desta segunda-feira as temperaturas despencam. A mesma massa de ar mais fria pode provocar a formação de neve nas serra gaúcha e catarinense, à exemplo do que ocorreu no Chile no fim de semana.

Mas a região Sul do Paraná também pode ter neve. Segundo informe no site do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), “A combinação de muita umidade e muito frio proporciona uma condição favorável para a ocorrência de chuva congelada e até mesmo a possibilidade (baixa) de neve em alguns municípios da divisa com Santa Catarina entre o fim da tarde e início da noite de hoje, especialmente nas áreas de serras entre Clevelândia, Palmas, General Carneiro, no Sul do Estado”.

Além disso por causa do ar frio e do vento, a noite de hoje será muito gelada no Estado, inclusive com chance de observação de geada negra na virada de segunda para terça-feira entre o Sudoeste e Sul paranaense.

Curitiba — A Capital teve um fim de semana de muito vento. As rajadas já eram um indício da aproximação da frente fria. Hoje, o frio deve começar a ficar mais intenso a partir da tarde. De noite resfria mais ainda, mas o tempo encoberto não deve provocar alerta de geada ao amanhecer.

Amanhã, a previsão é de oscilação entre 3 e 10 graus, no que pode ser o dia mais frio do ano. O frio permanece pelo menos até a quinta-feira. Mas, temperaturas mais altas, como as da semana passada, dificilmente serão verificadas no resto deste mês.

Frio pode romper hidrômetros

A previsão de temperaturas baixas em algumas regiões do Paraná nos próximos dias requer cuidados com o medidor de água, o hidrômetro. O frio intenso e a geada também podem romper as tubulações que ficam expostas. Como precaução, os moradores podem cobrir o relógio e os canos aparentes com caixa de papelão, pedaço de plástico, lona, ou com outro tipo de material que impeça o acúmulo de gelo.

Fechar o registro de entrada de água à noite é outra medida eficaz, pois evita o acúmulo e o congelamento da água dentro do equipamento e da tubulação. De acordo com o Simepar, a formação de geada amanhã deve acontecer numa faixa que vai de Cascavel, no Oeste, passa pelo Sudoeste até o Centro-Sul do Paraná. As geadas mais fortes acontecem no Sudoeste.



Fonte: Bem Paraná

Veja também: